Entrevista com Carlo Noble, RPSGT, coordenador do Laboratório de sono na NeuroTrials Research, Atlanta, GA, empresa líder em pesquisas

11 de novembro de 2019

A NeuroTrials Research é uma empresa de pesquisa clínica fundada pelo Dr. Russell Rosenberg em 1997. Nas últimas duas décadas, a NeuroTrials vem fornecendo serviços de pesquisa para as principais companhias de dispositivos médicos, farmacêuticas e hospitais, como o Johns Hopkins Hospital, um hospital universitário e centro de pesquisa biomédica, entre outros.

Com quase duas décadas de experiência em pesquisa em medicina do sono, o Sr. Carlo Noble, RPSGT e Coordenador do Laboratório de Sono da NeuroTrials Research, entende o valor de ótimos relacionamentos. Ao promover fortes relacionamentos entre sua própria equipe, e tendo a Neurovirtual como parceira, a NeuroTrials Research se tornou uma das instalações de pesquisa mais importantes dos EUA. Grande parte da equipe da NeuroTrials está na empresa há mais de 15 anos e existe um respeito mútuo entre todos, o que cria um ambiente de trabalho coeso. Responsabilidade, transparência e abertura para aceitar críticas construtivas permitem que a NeuroTrials continue a entregar um serviço de alta qualidade aos patrocinadores da pesquisa.

Ao se tornar parceiros da Neurovirtual, Carlo e sua equipe conseguiram construir um relacionamento igualmente forte com a empresa, como seu fornecedor de equipamentos para polissonografia (PSG), assim como com os patrocinadores da pesquisa. A capacidade do software da Neurovirtual de se adaptar aos requisitos de seus patrocinadores de pesquisa permite resultados mais consistentes que beneficiam a todos os envolvidos, principalmente os pacientes, por meio de novos e melhores dispositivos e tratamentos comprovados.

O Dr. Rosenberg foi quem chamou a atenção de Carlo sobre a Neurovirtual, e Carlo ficou muito impressionado com os recursos exclusivos da plataforma Neurovirtual, incluindo upgrades e atualizações ilimitadas de software durante a vida útil de seus equipamentos e o sólido suporte técnico. Carlo menciona que, para ele, o atendimento ao cliente é o aspecto mais importante do equipamento. Carlo dá exemplos sobre como o sistema Neurovirtual conseguiu poupar muito tempo a ele e sua equipe e facilitou a entrega de um trabalho sem atrasos. O especialista credita isso a um alto nível de suporte e uma interface de usuário intuitiva.

Confira a entrevista com Carlo Noble, RPSGT:

Neurovirtual: Conte-nos um pouco sobre a NeuroTrials e sua experiência na empresa?

“Lidamos com empresas farmacêuticas, realizando pesquisas de medicamentos, dispositivos médicos e saúde”.

Carlo: A NeuroTrials faz pesquisas clínicas e existe há mais de 20 anos, tendo o Dr. Russell Rosenberg como fundador. Lidamos com empresas farmacêuticas, realizando pesquisas em dispositivos, medicamentos, às vezes apenas parâmetros do sono, como questionários, relógios de monitoramento, provavelmente já nos envolvemos com qualquer coisa que esteja no mercado… Também lidamos com a terapia clínica CPAP. Trabalhamos com diferentes hospitais e organizações como John Hopkins, empresas europeias e empresas japonesas, ao longo destes 17 anos, desde que comecei a trabalhar com a Neurotrials.

Neurovirtual: Você pode nos dar uma breve história da NeuroTriais, sua história pessoal e dos pesquisadores clínicos (os médicos):

“Dr. Russell Rosenberg, Dr. Michael Lacey e Dr. Matthews Gwynn são os principais pesquisadores clínicos.”

Carlo: Dr. Rosenberg é PhD. Em psicologia, o Dr. Lacey é o nosso neurologista e o Dr. Gwynn é o nosso cardiologista. Dr. Rosenberg é o rosto da NeuroTrials e da empresa como um todo, ele é o fundador. Dr. Lacey e Dr. Gwynn são stakeholders e parceiros. Existem outros médicos envolvidos. Estamos neste prédio desde 2008 e eu estou na empresa desde 2002. A maioria do pessoal aqui está aqui há mais de 15 anos, inclusive o pessoal de escritório e coordenadores de estudos. Eu sou o técnico de sono titular e gerencio a instalação. E o Dr. Rosenberg também é dono da escola de tecnologia de medicina do sono de Atlanta.

Os fundamentos de testes de medicamentos e dispositivos geralmente passam pela NeuroTrials antes de serem aprovados pelo FDA. Estamos envolvidos em muitos projetos de desenvolvimento de medicamentos e dispositivos.

Neurovirtual: O que diferencia a NeuroTrials de outras instalações de pesquisa aqui da região?

“Em uma palavra, pessoas.”

Carlo: O Dr. Rosenberg é muito bem conhecido em todo o mundo.

Ele e o Dr. Lacey realmente foram testemunhas especializadas em alguns testes. O Dr. Rosenberg deu muitas palestras e entrevistas para periódicos, além de conferências nacionais e internacionais. É o nosso pessoal, a organização, os parâmetros e contrapesos que temos no laboratório do sono e em nossos escritórios. É um esforço de equipe. Eu gosto de ficar longe da palavra “família”, porque somos muito profissionais, mas há muito respeito. O time aceita críticas muito bem, lidamos com auditorias e tudo é muito transparente com os patrocinadores dos nossos estudos, e eu acredito que é o que diferencial da NeuroTriais. Existiam muitos laboratórios de pesquisa quando eu comecei em 2002 que não existem mais atualmente, mas a NeuroTrials segue se fortalecendo.

Neurovirtual: No seu site, há a menção a vários estudos com os quais você está trabalhando. Na sua opinião, qual você acha mais interessante?

“Narcolepsia… Já pude ver os benefícios de tratamento de qualidade para a vida de um paciente”.

Carlo: Narcolepsia em geral, porque conheci pessoas que foram diagnosticadas e, quando realizei um estudo com pacientes de narcolepsia, percebi um medo específico que eles compartilham por não saberem quando a paralisia pode ocorrer e quando eles podem adormecer. Então, eles definitivamente se sentem prejudicados com as atividades cotidianas (se estão sem tratamento). Já tive pacientes agarrando-se à parede para evitar a possibilidade de cair. O tema ainda não é muito conhecido e, quando você vê alguém que tira um cochilo no carro, pode atribuir isso ao fato de estar cansado ou porque é cedo pela manhã, mas após um estudo do sono, eles se mostraram narcolépticos. Pode ser uma luta. Sem medicação, esses indivíduos não seriam capazes de levar uma vida normal e eu vi os benefícios do tratamento para a qualidade de vida dos indivíduos.

Neurovirtual: O que levou você e sua equipe a procurarem novos equipamentos de PSG com o Neurovirtual?

“Dr. Rosenberg encontrou um representante de vendas da Neurovirtual e chamou minha atenção… ”

Carlo: Muitos problemas começaram a ocorrer com nosso sistema anterior, e isso quase se tornou algo crônico. Os equipamentos antigos eram usados há mais de 10 anos, mesmo antes de nos mudarmos para a sede atual em 2008, e os técnicos de sono definitivamente não estavam felizes. Isso tornava o trabalho mais difícil, principalmente pelo fato de terem que solucionar problemas constantemente. Havia muita interferência elétrica, e os recursos necessários para os testes exigiam a upgrade dos sistemas de sono. Chegou o momento em que precisávamos eliminar as dificuldades extras dos técnicos do sono, então começamos a perguntar-lhes com quais plataformas eles haviam trabalhado no passado. Na realidade, foi o Dr. Rosenberg quem conheceu um representante de vendas da Neurovirtual e chamou a minha atenção. Definitivamente ele captou meu interesse, pois eu não conhecia a Neurovirtual e suas ofertas de ponta.

Neurovirtual: Quantos sistemas Neurovirtual você tem na NeuroTrials?

“10 sistemas.”

Neurovirtual: Que tipo de problemas você tinha com o equipamento e o software antigos?

“Era um sistema arcaico e muitas vezes precisava ser calibrado e redefinido a cada estudo, o que consumia um tempo precioso. ”

Neurovirtual: Como o produto Neurovirtual abordou alguns desses problemas para você? Quais os principais aspectos tornaram as coisas mais fáceis para vocês?

“Serviço de atendimento ao cliente. Essa é a única coisa da qual sempre fui um grande defensor. ”

Carlo: Vocês nos ajudam com o que precisamos como, por exemplo, a montagem ou o mapeamento, de acordo com as necessidades do patrocinador do PSG. Esta é uma grande vantagem em comparação a outras plataformas com as quais os técnicos já lidaram antes e eles dizem que é a plataforma mais fácil de trabalhar. Com a Neurovirtual, não precisamos nos preocupar com os dados, pois sabemos que tudo é gravado, o que muitos sistemas não fazem. Inclusive, em alguns sistemas, depois de iniciar a gravação não é possível fazer alterações, enquanto o da Neurovirtual dá a opção de fazer ajustes, como canais ou cintas, sem a necessidade de pausar ou alterar a gravação. E tudo de forma muito simples e amigável ao usuário.

Neurovirtual: Como a Neurovirtual se compara a outras marcas com as quais você trabalhou no passado na perspectiva de custos?

“Concorrentes têm custos de propriedade muito mais altos.”

Carlo: Estando presente em muitas conferências, lido com muitos fornecedores, percebo que os concorrentes têm custos de propriedade muito mais altos. Eles cobram pelas licenças de software separadamente ao dispositivo, assim como pelas atualizações. Enquanto que com a Neurovirtual, elas são gratuitas, representando uma enorme economia.

Neurovirtual: Como a flexibilidade da plataforma de software da Neurovirtual beneficiou a NeuroTrials?

“As solicitações de alguns patrocinadores são bastante específicas e não houve nenhum caso em que não conseguíssemos atender com o sistema Neurovirtual”

Carlo: O equipamento e o software da Neurovirtual são muito fáceis de usar e se adaptam às nossas necessidades. Alguns patrocinadores nos solicitam mapeamentos específicos de canais ou relatórios particulares e, caso não encontramos, conseguimos facilmente acessar o suporte técnico da Neurovirtual e resolver, geralmente no mesmo dia. Muito disso está relacionado ao que podemos usar com o sistema que temos agora, como a integração com PAP. Além disso, não precisamos nos preocupar com custos extras de atualizações ou de próximas versões graças à política de suporte que a Neurovirtual possui.

Neurovirtual: Você recomendaria a Neurovirtual para outros profissionais em sua área de atuação?

“Sim, eu recomendaria a qualquer pessoa no campo de estudo do sono.”

Carlo: Seja para a pesquisa ou para o diagnóstico clínico. A facilidade de uso, suporte técnico 24/7, personalização e o design são muito intuitivos. Temos centros de radiologia e câncer ao nosso lado e, do ponto de vista técnico, a pior coisa que se pode ter é interferência elétrica nos estudos, e nunca tivemos esse tipo de problema com nossos sistemas Neurovirtual.

Deixe um comentário