Solidariedade em tempos de pandemia

10 de novembro de 2020

Estamos vivendo um momento único nos tempos modernos, em que diferentes setores da sociedade se uniram para combater um inimigo comum: o novo coronavírus e seus impactos na saúde e na sociedade. Neste contexto tão delicado, a solidariedade emerge como uma das principais armas contra a pandemia. Voluntários e empresas, entre as quais a Neurovirtual, têm se mobilizado para auxiliar instituições ou pessoas em estado de vulnerabilidade.

A empresa doou um eletroencefalógrafo BWIII EEG Plus ICU/LTM, à Fundação Cardioinfantil de Bogotá (Colômbia).
A Neurovirtual News conversou com o Dr. Jesús Hernán Rodríguez, neurologista e neurofisiologista, coordenador do serviço de neurologia e do laboratório de neurofisiologia da Fundação Cardioinfantil e com Paula Saavedra, enfermeira da instituição, para entender como a instituição vem enfrentando os desafios do atual momento.

A Fundação Cardioinfantil

Esta Instituição colombiana de alta complexidade presta atendimento, diagnóstico e tratamento gratuito à população infantil com problemas cardiovasculares desde 1973. Realiza diversos trabalhos, principalmente dedicados à cirurgia cardiovascular, oncologia e transplantes. Além de contar com outros serviços de apoio, como o laboratório de neurofisiologia.

Covid-19 e as alterações neurológicas

Atualmente, o laboratório de neurofisiologia da Fundação tem capacidade para atender 100 pacientes por mês, o que equivale a mil horas de EEG e Vídeo EEG em neonatos, crianças e adultos. Do total de pacientes examinados, cerca de 30% entram para o cadastro positivo da Covid-19. Normalmente demonstrando, também, patologias que afetam o cérebro, como encefalopatias, lesões isquêmicas agudas, convulsões ou encefalite.

Dispor de equipamentos que tragam mais agilidade ao diagnóstico é essencial para tomada de medidas adicionais ao tratamento, favorecendo a recuperação dos pacientes. “A monitoração eletroencefalográfica com vídeo e áudio fornece informações importantes sobre os pacientes que estão sob sedação. Além de permitir a conferência da atividade cerebral de maneira contínua e imediata, agiliza a tomada de decisões quanto ao tratamento” esclarece Dr. Jesús Hernán Rodríguez.

Exames realizados no laboratório de neurofisiologia da Fundação relacionam a Covid-19 à encefalopatia. Uma disfunção cerebral decorrente das alterações provocadas pelo vírus capaz de alterar o estado de consciência do portador.

“Não é possível determinar a ocorrência de sequelas, uma vez que a maioria dos pacientes apresenta também alterações respiratórias com a necessidade de intubação orotraqueal, inviabilizando uma avaliação neurológica aprofundada de sua consciência”, avalia o neurologista. No entanto, ele enfatiza que grande parte dos pacientes que emergiram das crises não apresentaram alterações importantes em sua função neurológica.

Mudanças em decorrência da pandemia

A evolução da pandemia provocou mudanças nas rotinas e dinâmicas da instituição de saúde, principalmente focada nas medidas de proteção adotadas, tanto para o paciente quanto para os profissionais que realizam os procedimentos. No serviço de neurofisiologia, duas equipes estão designadas para o atendimento de pacientes com Covid-19, a fim de realizar estudos de vídeo EEG de forma ainda mais cautelosa.

“Os equipamentos são revestidos para evitar que algum dos microrganismos permaneça nas superfícies, além de serem mantidos em um local reservado para que ninguém tenha contato com eles”, explica Paula Saavedra.

Equipamento Neurovirtual

Ao avaliar o eletroencefalógrafo BWII EEG Plus ICU/LTM, doado pela Neurovirtual, a equipe da Fundação Cardioinfantil o considerou adequado às necessidades da instituição. “Ele nos fornece as informações de que necessitamos de forma rápida e precisa. Também nos permite tomar decisões ágeis para pacientes que precisam de tratamento ou ajuste do tratamento em curso”, ressalta Dr. Jesús Hernán Rodríguez.

A enfermeira Paula complementa a avaliação, contando que “o equipamento é de fácil manejo, atende a todos os critérios que a instituição busca para prestar um atendimento de excelência e amplia a oportunidade de realização de estudos junto aos pacientes”.

Solidariedade

Seja para a Fundação Cardioinfantil ou para qualquer outra instituição da Colômbia e do mundo, a solidariedade se consolida como um importante aliado na ampliação do combate aos impactos da pandemia.

“Ao se solidarizar com a grave situação atual, ações como a doação de equipamentos feita pela Neurovirtual se traduzem em mais facilidade de execução do nosso trabalho e ampliação do acesso a um diagnóstico seguro a milhares de colombianos”, finaliza Dr. Jesús Hernán Rodríguez.

Deixe um comentário