Ronco e sonolência durante o dia podem ser sinal de doença mais grave

7 de agosto de 2014

Asleep-at-computer

Se você ronca à noite e passa o dia sonolento, irritado e com aquela sensação de que não descansou o suficiente é bom buscar um serviço de saúde e investigar. Estas são as principais queixas de quem sofre de apneia obstrutiva do sono, doença que se não for tratada pode levar a problemas cardiovasculares como infarto e acidente vascular cerebral e até ao óbito.

A pneumologista Roberta Barcellos Couto explica que a doença se caracteriza por pausas repetidas da respiração durante o sono, devido à obstrução parcial ou completa da via aérea, na região garganta.

“Isso ocorre devido ao relaxamento da musculatura, problema comum em pessoas obesas, quando há acúmulo de gordura na região da garganta, assim como a flacidez provocada pela idade, ou estreitamento do espaço por outras doenças que diminuem o calibre da via aérea como queixo pequeno, adenóide, amígdala grande, problemas mais comuns em crianças e adolescentes”, destaca a médica.

As paradas respiratórias fazem com que a pessoa acorde a todo o momento, gerando um sono fragmentado e, por isso, de baixa qualidade, fazendo com que ela se sinta cansada durante o dia todo. A apneia grave é um fator de risco para diversas doenças cardiovasculares.

Roberta explica que com a queda de oxigênio no sangue causada pela síndrome, o coração acaba trabalhando mais durante o sono, aumentando a pressão sanguínea. A longo prazo, isso pode acarretar pressão alta, infarto, arritmia, Acidente Vascular Cerebral (AVC) e até diabetes, enumera a coordenadora.

Diagnóstico

Segundo a médica, o diagnóstico é feito mediante avaliação clínica e exame de polissonografia. Para ter acesso ao tratamento, o paciente deve ser encaminhado pelo médico de unidade básica de saúde ou de consultório particular com a indicação de uso de CPAP e apresentar laudo do exame de polissonografia.

“Se o exame detectar mais de 30 paradas de respiração por hora de sono, ou seja, uma parada a cada dois minutos, fica caracterizada a apneia obstrutiva grave e o tratamento de escolha é o aparelho CPAP (Pressão Positiva Contínua na Via Aérea). Na maioria das vezes, o tratamento é para a vida toda, mas há casos de pessoas mais jovens e obesas, que ao perderem peso, tiveram o problema controlado e foram liberadas”, observa.

O equipamento eletrônico CPAP emite sopro de ar sobre pressão, que entra por meio de uma máscara acoplada ao nariz e impede o fechamento da garganta”

 

“Fonte: www.tribunahoje.com

Comentários 1

Deixe um comentário