Especialistas destacam méritos de Simpósio de Atualização em Medicina do Sono

27 de novembro de 2019

Especialistas são unânimes quando questionados: a medicina do sono é uma especialidade que está em plena expansão e cada vez mais desperta o interesse de estudantes e profissionais. Ciente desta demanda, a Neurovirtual, em parceria com a Associação Colombiana de Medicina do Sono (ACMES), promoveu, nos dias 11 e 12 de outubro, o Simpósio Latino-Americano de Atualização em Medicina do Sono, reunindo 140 especialistas, entre médicos, residentes, técnicos e fisioterapeutas que já atuam com polissonografia (PSG) e têm interesse em se atualizar sobre o tema.

Por meio de uma programação completa, composta por mais de 15 palestras conduzidas por especialistas colombianos e estrangeiros amplamente reconhecidos em seus campos de atuação, o evento foi considerado um grande sucesso. Fato comprovado na pesquisa de satisfação realizada ao término do Simpósio, na qual o índice de intenção de participação em uma nova edição ultrapassou os 90%.

“Esse tipo de simpósio entrega valor não só a médicos, mas a todas as especialidades relacionadas à medicina do sono, que podem ter acesso a atualizações, alternativas de tratamento, novas técnicas de diagnóstico e o que há de mais avançado em tecnologia para o setor”, enalteceu a Dra. Sandra Zabala, especialista em Otorrinolaringologia e Cirurgia Maxilofacial e Presidente da ACMES.

Durante dois dias, foram apresentados os tópicos mais relevantes ao setor de PSG, com destaque para melhores práticas, inovações e lançamentos. “A medicina do sono é uma disciplina muito dinâmica e todos os dias há novas informações que precisam ser compartilhadas”, apontou o Dr. Marco Aurelio Venegas, diretor científico do evento. “Estes espaços são ideiais, pois permitem que diferentes especialidades participem, interajam e se informem”, completou.

Além de organizadora, a Neurovirtual aproveitou a oportunidade para reforçar seu posicionamento em promover soluções inovadoras para setor. Durante sua fala de abertura e boas-vindas aos participantes, o CEO Ed Faria, reforçou o apoio da Neurovirtual à educação e à busca incansável pelo desenvolvimento de soluções que humanizem o diagnóstico e deem suporte à formação de especialistas em medicina do sono em todo o mundo.

Durante o evento, a empresa promoveu o seu mais recente lançamento, o HST Compass, e também expôs seu portfólio de soluções voltadas à medicina do sono, com destaque para o BWIII PSG PLUS, além dos BWIII PSG e BWMini PSG/HST. Representaram a Neurovirtual durante o simpósio o CEO Ed Faria, a gerente de Vendas América Latina Andrea Parra e a Coordenadora de Marketing Jéssika Brito.

Palestrantes

A Neurovirtual conversou com alguns palestrantes, que comentaram sobre a importância de participarem do fórum e deram detalhes sobre suas exposições.

A Dra. Sandra Zabala tratou do tema “Os aplicativos de medicina do sono são úteis?” e explicou a importância de sua abordagem. Segundo ela, a tecnologia está cada vez mais acessível aos pacientes, por meio de seus smartphones, e é fundamental que os especialistas aprendam a lidar com esta dinâmica e atuar de forma consultiva. “Muitas vezes, recebemos pacientes munidos de informações sobre como estão dormindo, sobre a qualidade de seu sono que e nós, médicos, precisamos conhecer estes aplicativos para assessorar adequadamente nossos pacientes”, pontuou.

Já Dr. Diego Garcia Borreguero foi bastante enfático ao comentar sobre o tema da “Síndrome das Pernas Inquietas”. Esta patologia, que era considerada uma enfermidade rara há 30 anos, segue ainda sem receber toda a atenção necessária nos dias atuais, ainda que esteja em evolução. ”Muitas pessoas sofrem da patologia sem saber, ao mesmo tempo em que há uma certa dificuldade para os médicos identificarem a síndrome, que eu diria que é a principal alteração neurológica responsável por algum tipo de alteração do sono”, explicou. Felizmente, as pesquisas estão aumentando e apontando novas perspectivas: “já existem novos critérios e métodos para usar a polissonografia para auxiliar no diagnóstico destes pacientes”, afirmou.

A Dra. Maria Angelica Bazurto falou sobre “Estudos Domésticos Tipo 2 e Tipo 3” e enfatizou as vantagens deste tipo de diagnóstico. Para a especialista, “a polissonografia tipo 2, feita em casa, permite aos pacientes acesso mais rápido ao diagnóstico, acelerando o tratamento quando necessário”.

E, na palestra sobre “Indicações e técnicas: Teste de latência múltipla do sono; Teste de manutenção da vigília”, a Dra. Lina Tavera destacou a importância de criar protocolos e das possibilidades de executar, na Colômbia, as mesmas ações feitas em nível mundial para este tipo de exame.

Deixe um comentário